Salve salve terra querida

Da Série Condeúba 151 Anos.

Salve, Salve nossa terra querida!

Embora viva tempos difíceis sua grandeza não reside mais “nas águas que te banham” ou “no canto dos canários”. Não podemos cantar teu próprio hino com o entusiasmo que mereces; tuas águas não correm mais!

Por quê o Salve, Salve então? Porque há dignidade em ti! Desde Santo Antônio da Barra o teu povo é extraordinário. Faz de ti uma terra maravilhosa que traz emoção ao coração dos teus filhos espalhados por todo canto.

Salve, salve nossa terra querida!

“Salve, salve, Condeúba
Salve o bem em ti se abriga
Salve, salve sertaneja
Salve, salve, terra amiga.

Foste natural recanto
Dos meus avós, dos meus pais
Onde infante ouvi o canto
Dos canários, dos pardais.

São as águas que te banham
Oferenda e salvação
Lá o rio Condeúba
Cá o rio Gavião.
Eu de ti vivo distante
Percorrendo mundo afora
Mas em meu peito és constante
Lembrando natais de outrora.

Para sempre te desejo
Assim como os filhos teus
Ordem, paz prosperidade
Sob a proteção de Deus.

Salve, salve, Condeúba
Salve o amor em ti se encerra
Oh salve torrão natal,
Salve, salve, minha terra.”

Um dia eu volto! … … … pra sempre!






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.