Não troque o seu voto por água

A Articulação no Semi-Árido (ASA) lançou a campanha “Não troque seu voto por água! A água é um direito seu!”. O objetivo é  alertar a população sobre a importância do voto como instrumento de mudança da realidade por meio de políticas públicas, além de também denunciar candidatos que praticam a compra de voto às custas da vulnerabilidade de comunidades que sofrem com o desabastecimento. Outro objetivo é chamar a atenção de organizações, movimentos, comissões executivas municipais de água e famílias para o controle social do processo eleitoral de 2012.

Região já tem 600 mil  cisternas

Segundo o coordenador da ASA,  Naidison Baptista, há hoje  mais de 600 mil cisternas construídas. Isso significa água para aproximadamente 3 milhões de pessoas  que não mais dependem de doação do carro-pipa. Pessoas que podem se organizar, comprar coisas para si. Ele disse também que há programas e políticas construídas que criam condições de melhoria para a região, intercâmbios. Mas ainda é um início da perspectiva de convivência com o semiárido. “Muito ainda tem que ser feito para que se garanta a cidadania e o respeito à vida das pessoas”, completou o coordenador.

Saiba os telefones para denúncia

Responsável pela fiscalização do uso indevido de recursos públicos para fins eleitorais, o poder público também é alvo da campanha da ASA. Panfletos, spots de rádio e redes sociais são os instrumentos de sua divulgação, que põe em destaque  os telefones destinados às denúncias em todos os estados da região Nordeste. Na Bahia, os números para fazer denúncias são do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), 71 3373-7231 ou 71  3373-7251; Ministério Público, 71 3373- -7015, e OAB, 71 3329-8900.   A punição tanto para quem compra como para quem vende voto pode chegar a até quatro anos de reclusão.

Fonte: Atarde






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

UM Comentário

  • 15 ago 2012 | Permalink |

    Através do apoio do Governo do Estado da Bahia, a Prefeitura de Condeúba construiu alguns sistemas de abastecimento de água. Eles mesmo dizem por ai que foram instalados mais de 150 km de tubos. Agora o que eu não consigo entender, é que a cada rede instalada, aumentam os gastos com carros pipa, o que deveria ser o contrário. Resumindo, o prefeito instala os tubos e manda a agua para a região de carro-pipa. Mas o povo tá acordando, e esse tipo de compra de voto está para ser extinto.

    “O comentário não representa a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem”

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.