Leandro Flores – Carta ao novo Prefeito de Condeúba

Por: Leandro Flores

Caro companheiro,
Enfim, o sonho se realizou, não é mesmo? O primeiro passo foi dado. O povo soube entender as suas ideias. O reconhecimento nas urnas foi emocionante até. O grito que estava entalado, abafado em nossas gargantas agora ecoa livremente por todo o canto dessa cidade e mais alguns lugares aqui e acolá.

Poxa, que alívio, em! Enfim, o povão acordou, estava na hora, antes tarde do que nunca, mas… E agora?

Cadê as palmas? Cadê a euforia?

Por que todo esse silêncio? Seriam as expectativas?

É claro que não. Taí a resposta, 2.739 votos, só de frente. Simplesmente a maior votação da história dessa cidade, a maior da região também.

Esse silêncio é apenas alivio, companheiro, sensação de dever cumprido, é certeza que Condeúba agora se encontra em boas mãos, é confiança na pessoa que escolhemos para nos representar, é choro, é agradecimento…

Enfim…  estamos livres…

“Não somos o que deveríamos ser, não somos o que iremos ser.. mas Graças a Deus, não somos o que éramos.” Já dizia Martin Luther King, em seu memorável discurso sobre a liberdade. E é essa a sensação que se vive em Condeúba (que me perdoe aos amigos que pensam diferentes, mas a verdade tem que ser dita).

Por muito tempo, tivemos que conviver em meio a lobos e hienas, salivantes e debochantes; consumindo pretensiosamente toda nossa esperança e liberdade, enquanto assistíamos de mãos atadas e pés amarrados, sem muito que fazer! Mas ainda bem que esse tempo já é passado e agora esperamos esperançosos pelos novos tempos!!

O que poucas pessoas talvez não saibam é que também fui vitima, assim como muitos em Condeúba, das ações covardes dessas gentes.

Isso me remete ao ano de 2008 (logo após as eleições municipais) quando tive que desistir de maneira inexoravelmente impiedosa de um curso de pedagogia, numa faculdade particular.

Para ficar bem claro, a situação é o seguinte: eu havia “ganhado” juntamente com algumas pessoas, uma bolsa de estudo da Prefeitura Municipal de Condeúba e como não correspondemos aos desejos e pretensões de quem nos ofertou, acabaram que “cortando” essas bolsas de estudo. Daí foi como tirar “dose de criança”. Sem condição financeira de continuar o curso, fui obrigado a desistir e com isso, a mudar também meus planos e até destruir alguns sonhos, mas graça a Deus, estou aqui de pé, cheio de esperança e fé no futuro…

 “A covardia coloca a questão: ‘É seguro?’
O comodismo coloca a questão: ‘É popular?’
A etiqueta coloca a questão: ‘é elegante?’
Mas a consciência coloca a questão, ‘É correto?’
E chega uma altura em que temos de tomar uma posição que não é segura, não é elegante, não é popular, mas o temos de fazer porque a nossa consciência nos diz que é essa a atitude correta.”

(Martin Luther King)

Assim como a maioria dos jovens nordestinos, tive que sair de minha terra em busca de alguma coisa, em algum lugar maior, mais desenvolvido, com melhores oportunidades e hoje me encontro fora de Condeúba, doido de saudade, porém, com o coração vibrando de alegria pela sua vitória: Guto Ribeiro.

Sei que você, talvez, já saiba dessa história, mas eu fiz questão de compartilhar aqui, até mesmo para que as pessoas entendam o meu desabafo que é o de muitos e que talvez não tenham voz ativa.

Não tenho nenhum ressentimento acerca dessa história, nem de ninguém, apenas quero o bem para essa cidade.

Espero de coração, meu amigo, que você nunca, em hipótese alguma, pense ou permita que alguém tome atitudes semelhantes a qualquer pessoa que seja, ao logo de sua administração. Conheço você e sei que jamais permitira tal disparate. A perseguição política é uma das formas mais covardes que as pessoas usam para destruir o ser humano. Essa cidade precisa é olhar para frente e enxergar o futuro, independente de qualquer coisa. Peço a Deus que te ilumine e que dê força suficiente para brigar, defender o que nosso!Tenho acompanhado cuidadosamente (mesmo estando longe) cada passo, cada noticia, cada conquista, cada comentário, vibrando, admirado, preocupado, torcendo por você e pela nossa cidade. Confio plenamente em ti, companheiro, e acredito em dias melhores. Temos consciência das dificuldades e do tamanho do desafio. Sabemos também que você não é nenhum mágico e que não é de uma hora para outra que os problemas dessa cidade serão sanados (e cá entre nós: são tantos anos de atraso e tanta coisa precisa mudar por ai) não estamos cobrando o impossível de você, esperamos apenas que faça a diferença, tenha atitude, mude o que tiver de mudar, faça o que tem de fazer, sem medo, sem hesitação. Felizmente, enxergo em você uma pessoa preocupada, transparente, e com uma séria expressão no rosto, pronta para agir bravamente, como um leão feroz em defesa de seu território…

Espero um dia, poder gritar bem alto e dizer: “tudo valeu à pena”. Minha cidade agora volta a sorrir, o progresso, a transformação, a política inteligente e substancial, a democracia, com suas mais expressas liberdades, o bem comum, o pensamento renovador, tudo isso agora é quem manda por aqui. Não existe um lado, e sim um povo, com todos os seus méritos, carências, direitos e também deveres.

Precisamos pensar de maneira coletiva e contributiva. Condeúba precisa de ajuda, de idéias, de projetos, e, nós, o povo, somos os principais responsáveis por isso. Nossa participação não termina apenas nas urnas, muito menos se restringe apenas ao dia 07 de outubro, dia das eleições, ela é duradora, sustentável, e se quisermos uma cidade diferente, temos que lutar para que isso aconteça.

Temos também o dever de cobrar, e não se acomodar, de acreditar, porém, colaborar para fazermos, junto como você, uma nova Condeúba ser possível!

Para isso, basta que você nos dê liberdade suficiente para que isso aconteça.

Boa sorte!






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

3 Comentários

  • 14 out 2012 | Permalink |

    Parabéns Leandro por esta carta ao novo prefeito, o jovem Guto Merece todos os méritos, indepêndente de partido Condeúba-Bahia, tinha que ter uma mudança dígna e esta veio atravéz de uma pessoa muito querida, as pessoas demonstraram o carinho pela cidade, eu confio muito na junventude um dos exemplos é em Caculé e Jacarací, e muitas outras cidades, o carater e respeito e honestidade ter que ter saber administrar o patrimônio público.
    Paulo Aguiar.

    “O comentário não representa a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem”

  • 19 out 2012 | Permalink |

    Ah! Leandro como eu lhe entendo!Vivemos a mesma situação aqui em Jânio Quadros,mas nos libertamos e agora é só torcer,abraços

    “O comentário não representa a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem”

  • 9 dez 2012 | Permalink |

    Leandro sou filho de Condeuba amigo de infancia de Guto estou muito feliz por tudo isso apesar tambem de estar longe a muitos anos mas um dia voltarei se Deus quiser…
    parabens pelo seu comentario pelo seu modo de pensar nos deixa orgulhoso por saber que tem pessoas como vc que faz parte da história de Condeúba.

    abraço J.P

    “O comentário não representa a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem”

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.