Presidente Barack Obama é reeleito nos Estados Unidos

O democrata Barack Obama foi reeleito presidente dos EUA na madrugada desta quarta-feira (7), segundo projeções das redes de TV americanas CNN, Fox News e NBC. Obama derrota o candidato republicano Mitt Romney em uma votação acirrada. Pelo Twitter, o chefe da nação americana comentou brevemente a vitória. “Mais quatro anos”, postou, acrescentando uma imagem em que aparece abraçando a esposa, Michelle Obama.

O candidato Romney se manifestou reconhecendo a derrota e parabenizando o presidente Obama em discurso na cidade de Boston. Antes, o republicano ligou para o presidente. Em sua fala, Romney agradeceu o apoio da família durante a dura campanha. “Esta é uma época de grandes desafios para o país e eu espero que o presidente tenha sucesso em guiar a nação”, declarou, dizendo torcer pelo êxito de Obama.

Até as 2h50 desta quarta (horário de Salvador), Obama contava com 303 dos 538 votos do Colégio Eleitoral dos EUA. Romney contabilizava 203 votos – já mais do que o candidato republicano derrotado por Obama em 2008, John McCain, que conseguiu um total de 173 votos. Para ser eleito presidente, são necessários pelo menos 270 votos. Os resultados oficiais e finais das eleições, no entanto, ainda não foram divulgados.

Estados considerados decisivos, como Winconsin, Iowa e Carolina do Norte, foram para Obama, que também aparece à frente no crucial Ohio. A disputa na Flórida, outro ponto considerado essencial para a eleição, segue acirrada.

Obama consegue assim ser o sétimo presidente democrata a conseguir a reeleição. Seus antecessores na Casa Branca, o republicano George W. Bush e o democrata Bill Clinton também conseguiram se reeleger.

Durante a campanha, o tema da economia foi um dos mais discutidos – os EUA atravessam uma crise, com altos números de desemprego. Três a cada quatro americanos ouvidos antes das eleições consideravam que as condições econômicas não são boas ou são péssimas, segundo o jornal The New York Times. Mas somente para 3 em cada 10 as coisas estão piorando e 4 em 10 acreditando que a situação está melhorando.

O republicano Romney insistiu durante a campanha em sua capacidade de reverter esse quadro, classificando a situação atual dos EUA como a pior para a economia desde a Grande Depressão.

Fonte: Correio






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.