Política pode ser coisa de boa gente ou gente boa

Por: Antonio Carlos Azevedo da silva
acasbiofar@yahoo.com.br

Durante nossas vidas, sempre nos deparamos com coisas ruins e boas, pessoas ruins e generosas, vias e caminhos que devemos escolher e são tais decisões que mudam nossas vidas.

Quanto mais vivemos, mais aprendemos sobre a vida e seus dilemas. Este processo é chamado de AMADURECIMENTO. Com o tempo ficamos mais serenos e seguros quanto as nossas escolhas.

Na política Condeubense é assim: nossa democracia ainda é um pouco “democradura”, só para não usar outra expressão muito usada por nós condeubenses, porém abaixo do nível proposto por ddez a nós leitores. Pois bem, voltando à política desde que promulgada a constituição brasileira e, portanto a condeubense passaram-se 20 anos. Neste tempo tivemos erros e acertos, embora mais acertos, é bem verdade que os erros aparecem bem mais que os acertos, o que de um ponto de vista é bom, pelo menos ficamos sabendo como não devemos fazer e nos resta a outra via.

 O ruim é que para CERTAS pessoas que só nos visitam em época de festas, fica a impressão de que nada na cidade presta e que ninguém mais consegue consertá-la, para estas pessoas é bom que saibam que: “A política é uma atividade humana e necessária, como o futebol, uma obra de arte, um casamento. Assim conforme as leis da vida estar sujeita a falhas.”  – Mas existe sempre a esperança e nunca podemos perdê-la, sob o perigo de fazer a vida perder o sentido sem ela.

Devemos amadurecer quanto a nossa democracia e aprender a separar o joio do trigo e entender que há pessoas do bem e mal-intencionadas na política; assim feito existem m donos de farmácias do bem e outros canalhas, em laboratórios ou na igreja. É o normal aos seres humanos.

O que proponho é fazer nossa jovem democracia AMADURECER junto com a nossa Condeúba.

Se nós não formos por ELA, quem será?

Somos os únicos responsáveis pelo seu crescimento e que seja um crescimento sadio, forte e vigoroso para todos os que lutam pela nossa Condeúba e não apenas para os que nos visitam esporadicamente.






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.