TCM orienta prefeitos eleitos e reeleitos da Bahia

Com o Salão Yemanjá lotado, no Centro de Convenções da Bahia, o Tribunal de Contas dos Municípios, realizou nesta sexta-feira (30/11) o encontro de orientação “Para uma Gestão Legal e Transparente”. Na abertura dos trabalhos, diante de centenas de prefeitos eleitos e reeleitos, além de vereadores e técnicos de Prefeituras e Câmaras Municipais, o presidente do TCM, Conselheiro Paulo Maracajá Pereira, falou que “estou há 18 anos no Tribunal, entre conselheiro e agora presidente, e nunca vi esta Corte rejeitar uma só conta porque quisesse, apenas porque não houve outra saída, já que o gestor desobedeceu à Lei”. O evento apresentou inicialmente a cantora Nadja Meirelles interpretando os hinos do Brasil e da Bahia, com acompanhamento de Nildo Rodrigues ao teclado. A mesa dos trabalhos foi composta pelo Vice-Governador Otto Alencar; Presidente do TCM, Conselheiro Paulo Maracajá Pereira; Presidente da União dos Municípios da Bahia e Prefeito de Camaçari, Luiz Caetano da Silva; Procurador Geral de Justiça do Estado Wellington César Lima e Silva; Promotor de Justiça, José Carlos Lima; Vice-Presidente do TCE, Conselheiro Inaldo Araújo; Vice-Presidente do TCM, Conselheiro Fernando Vita; Corregedor do TCM, Conselheiro Raimundo Moreira e os Conselheiros José Alfredo Dias, Francisco Netto, Paolo Marconi e Plínio Carneiro Filho. Durante todo o dia, foram realizadas palestras por conselheiros e técnicos do TCM, com a interação de prefeitos, vereadores e assessores, que puderam tirar as suas dúvidas. Entre os assuntos elencados para palestras técnicas estiveram 1) Responsabilidade do Prefeito Municipal; 2) Orientação do TCM/BA para Transição de Mandato; 3) A Importância do Controle Interno na Gestão Municipal; 4) Aquisição e Contratação de Serviço no Âmbito da Administração Pública Municipal; 5) Os Riscos de Uma Gestão Sem o Equilíbrio Fiscal e 6) Normas e Orientações para Elaboração de Prestação de Contas. Fonte: Ascom – TCM
AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

UM Comentário

  • 6 dez 2012 | Permalink |

    Na minha opinião, prefeitos e vereadores eleitos deveriam tomar um curso de Administração com Direito Administrativo, Finanças, Contabilidade, Língua Portuguesa e outras disciplinas afins, durante os meses que antecedem a posse. A diplomação sairia da avaliação submetida com certificado de aprovação. Quem perder tem direito a recuperação. O resto é ter vergonha na cara, honrar os compromissos e trabalhar honestamente. Agnério

    “O comentário não representa a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem”

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.