Conselheiros Tutelares de Condeúba e região discutem formas de melhor atuação em prol da criança e do adolescente

Por: Dermeval Filho

A reunião entre o Ministério Público e representantes da assistência social teve como pauta, entender as realidades dos municípios e os melhores cuidados às crianças e adolescentes

reuniao conselho tutelar em prol crianca e adolescente 10 O Ministério Público que atua na Comarca de Condeúba, representada pelo Promotor de Justiça, Dr. Carlos Robson Oliveira Leão, realizou na manhã desta segunda-feira (17), encontro entre CMDCAs (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) que atuam nas cidades de Condeúba, Cordeiros e Piripá. Entre os participantes reunidos no Centro Luís Eduardo Magalhães, conselheiros tutelares dos três municípios, advogados e representantes de setores da Assistência Social de Condeúba, como CRAS e CREAS, debateram juntamente com a promotoria, situações práticas de atuação em que os Conselhos Tutelares são envolvidos. reuniao conselho tutelar em prol crianca e adolescente 09 O objetivo principal do encontro é definir o papel de cada instituição perante situações específicas de trabalho, identificar limites de atuação e encontrar a melhor forma de agir em conjunto, sem que haja divergências de responsabilidades. O  Ministério Público expôs diversos artigos do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), orientando os profissionais quanto à forma de atuação, e em contrapartida, o promotor ouvia dos conselheiros, situações que dizem muito sobre a realidade local envolvendo nossas crianças e adolescentes. Com essa troca de experiências, de acordo com o Defensoria Pública, os conselheiros devem atuar, tendo o Estatuto como lei principal, mas sempre na busca de entenderem a região em que atuam e as particularidades de cada caso. reuniao conselho tutelar em prol crianca e adolescente 04 Para o Promotor de Justiça, Dr. Carlos Robson Oliveira Leão, é importante entender a realidade de cada cidade a fim de uma melhor atuação dos Conselhos Tutelares, além de ser fundamental a participação da comunidade no apoio aos profissionais que buscam orientar pais e responsáveis pela criação e educação dessas crianças e adolescentes. Fonte/Fotos: Portal da Transparência – Governo de Condeúba
AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

8 Comentários

  • ricardo
    20 mar 2014 | Permalink |

    tem que ter muitas reunioes ,porque o conselho tutelar de nossa cidade e uma vergonha,o que vemos nas ruas qualquer hora do dia e da noite sao criancas e adolecentes consumindo bebida alcolica ou encima de uma moto empinando ou dirigindo um carro em alta velocidade ,vamos trabalhar conselheiros para valer o tempo que perdi em uma fila para votar em voces…………………

  • Paula
    20 mar 2014 | Permalink |

    Ótima a matéria Dermeval, a população tem que estar esclarecida qual é a função do Conselho Tutelar, pois muitos pais acham que é obrigação dos conselheiros educar seus filhos, de acordo o Estatuto da Criança e do Adolescente são atribuições do Conselho Tutelar apenas o que descreve o Art.136 do ECA, fora disso estão deixando de trabalhar dentro da Lei e aplicando o censo comum, é muito importante se informar antes de criticar…. Desculpe me mais vou ter que falar, da próxima vez ao invés de menores use Crianças e Adolescentes. menor e um termo pejorativo………..

  • dermeval
    20 mar 2014 | Permalink |

    Paula, obrigado pela sua intervenção! A referência torna-se um ato falho realmente,já que o ECA define bem nos dias atuais todas as formas de referência e direcionamento. Esse acaba sendo um dos dilemas de nós,(noticiaristas), muitas vezes embrenhamos por assuntos que requerem um cuidado e conhecimento maior. Por isso, observações como as suas, de Maritza, do amigo Paulo Flores, em outras oportunidades, e tantos outros leitores, auxiliam, engrandecem a qualidade do nosso trabalho. Isso me faz buscar a correção a cada notícia e ser humilde em aprender com vocês. Obrigado e serão sempre bem aceitas as suas colocações.( e dos demais leitores)

  • Paula
    21 mar 2014 | Permalink |

    Sim Ricardo você disse que tem muitas crianças e adolescentes na rua bebendo, empinando moto, ou conduzindo um carro em alta velocidade, muito bem colocado seu comentário, porem procure saber primeiro de quem e a atribuição de corrigir isso, enquanto as atribuições do Conselho Tutelar você esta muito por fora, e enquanto ter reuniões teria que ter sim mais com pessoas sem conhecimento como você, estude meu filho e depois critique.

  • Adson
    21 mar 2014 | Permalink |

    Ainda penso que se toda e criança ou adolescente tiver os ensinamentos dentro de casa, vindos do seio da família, sendo orientados e acompanhados pelos pais, dificilmente iram necessitar da intervenção do conselheiro tutelar.
    Os filhos são o que aprendem em casa. O Conselho Tutelar vem apenas para tentar concertar a criação falha dos pais. Para tudo na vida há um limite, para os nossos filhos isso não é diferente.

  • Gil
    25 maio 2014 | Permalink |

    Srº Ricardo, “NÃO É ATRIBUIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR FISCALIZAR BARES E CRIANÇAS E ADOLESCENTES CONDUZINDO VEÍCULOS AUTO-MOTORES. O Conselho Tutelar não é um órgão de segurança pública (e nem é ou pode agir como uma espécie de “polícia de criança”, que tem a competência de fiscalizar bares e fiscaliza menores pilotando veículos auto-motores e a Polícia”.

  • Gil
    25 maio 2014 | Permalink |

    *Quem

  • olivia
    28 ago 2014 | Permalink |

    por favor ajudem a minha irma ai ela tem uns 4 meses que nao recebe a pensao dos filhos ela nao trabalha nao ela já foi em varios lugares para tentar resolver mas ninguel faz nada ele pode pagar mas nao paga só por que conhecidos ai eu queria se fosse aqui em FEIRA DE SANTANA pra ver se ele nao pagava

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.