Sérgio Silva – Dom da Inteligência

estudando

Inteligência camuflada por se saber demais
e não poder deixar vazar o dom
de como descobrir, todas as chaves,
segredos e mistérios do seu coração,
métodos ilícitos inexistentes, talvez.
Inexplicáveis mistérios dessa fórmula
de desvendar o amor;
Verdadeiro, sincero, e companheiro.
Sofrimento transbordando aqui dentro
tenho que aguentar sozinho
cada situação tem seu preço
e esse é o meu, abafar dentro de mim
e nivelar aos normais,
essa inteligência em forma de dom
herdada na maternidade que carrego como minha sina
sofro por nunca querer aproveitar
dessas situações que sou privilegiado
mais tenho que ser assim
como simples mortal
mesmo que as vezes me sinto fora de mim
um estranho no ninho
vou tentando suportar com grandes doses
de adrenalina, ódio amor e carinho
e nunca sair dessa trilha que criei como meu caminho
sei que tentam mentir pra mim
mais mal sabem que estão mentindo pra si próprios
por isso não mudo minha conduta minha linha
pra não ser iguais aos simples mortais
sou quem te acompanha invisível
vendo você fazer todas as coisas
que se faz quando está sozinha
no face, no banheiro ou na cozinha
sei dos seus erros, suas mentiras e seus segredos
mentiras que só enganam a si mesma
pois sei dos seus passos, seus abraços e suas trapaças
sei da tentação, até onde pode aguentar ser coração.
Olha pro futuro, e foge de qualquer apuro,
chega dessa vida de ilusão de viver na contramão.
Fantasias vazias que deixam cicatrizes
pense no que fez, se vale a pena esse suspense.
Atire a primeira pedra quem nunca errou
te perdou, mais jamais acredita em quem nunca te amou
pois o arrependimento tardio
de loucuras que você sentiu
não te livrará de um castigo futuro
mais ainda quero ser a luz no seu escuro.
Repense suas atitudes e suas virtudes
uma história só pode ser construída com verdades
e que doa o quanto doer
que continuar no erro
não é aprender a perder
é enganar a três, eu você e a Deus.

Por Sérgio Silva






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.