Polícia investiga se morte de prefeito foi motivada por dívida

Rielson-Lima-não-resistiu-e-morreuA delegacia da cidade de Itagimirim investiga se a morte do prefeito do município, Rielson Santos Lima (PMDB), 51 anos, foi provocada por uma dívida com ciganos. Segundo a Coordenadora da 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis), Valéria Fonseca, a suspeita surgiu a partir de um boato entre moradores do município.

A esposa da vítima ainda deve prestar depoimento ao delegado da cidade, José Hermano, para esclarecer a suspeita. “A esposa deve ter conhecimento dessa dívida, caso ela realmente existiu”, declarou a coordenadora Valéria Fonseca.

O delegado de Itagimirim já ouviu testemunhas do crime e o primo da vítima, que acompanhava o prefeito em um bar no momento do crime. Segundo Valéria, ele desmentiu a versão inicial do homicídio, que apontava dois envolvidos no caso: “Ele disse que um homem encapuzado desceu de uma motocicleta com dois revólveres e disparou. Ele era o único ocupante do veículo”, relata.

O acusado pelo crime, que aconteceu na última terça-feira (29), ainda não foi encontrado. O delegado José Hermano ainda deve ouvir policiais militares que estavam fazendo ronda no momento do crime, incluindo o PM que prestou socorro ao prefeito.

Novo prefeito
Vice-prefeito do município desde que venceu as eleições com Rielson em 2012, Rogério Andrade (PP) assumiu o cargo de gestor municipal na manhã desta quinta-feira (31), em cerimônia realizada na Câmara de Itagimirim.

Fonte: Correio






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.