Governador Rui Costa busca recursos para construção de barragem do Morrinhos

Foto: Adalberto Marques

Foto: Adalberto Marques

A liberação de recursos para a execução de obras de infraestrutura hídrica, a fim de ampliar a oferta de água no estado, especialmente nas regiões Norte e Nordeste, foi solicitada pelo governador da Bahia, Rui Costa, ao ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi.O destaque apresentado ao ministro, nesta terça-feira (13), em Brasília, foi a transposição do Eixo Sul do Rio São Francisco, obra batizada como Canal do Sertão, que prevê R$ 500 milhões em investimentos para o trecho inicial de 20 quilômetros, saindo de Juazeiro em direção a Senhor do Bonfim. “Com o Canal do Sertão, resolveremos a questão hídrica de todo o norte do estado”, explicou Rui.

A ampliação da capacidade de armazenamento de água em barragens também fez parte da pauta. O governador quer repetir o uso da tecnologia ‘fusegates’ nas barragens de Ponto Novo e Pedras Altas, localizadas na microrregião de Jacobina. Atualmente a inovação já possibilita aumento de 27% no volume de água armazenada na Barragem do França, que fica no centro-norte da Bahia. Esse resultado, segundo Rui, poderá ser replicado rapidamente porque “os estudos de viabilidade já estão prontos e se trata de uma intervenção célere”. São previstos para as duas obras R$ 14 milhões.

Barragens

O governador solicitou ainda parceria para a construção de seis novas barragens – Morrinhos, entre Piripá e Presidente Jânio Quadros; Casa Branca, entre Ibicoara e Mucugê; Campinhos, em Abaira; Médio Rio de Contas, em Contendas do Sincorá; Careta, entre Chorrochó e Macururé; e Inhobim, no município de Vitória da Conquista. Parte delas será usada para irrigação e consumo humano e outras serão destinadas a uma das finalidades.

Rui ressaltou ao ministro a necessidade de aliar obras ao uso eficiente da água, democratizando o acesso a esse bem público. “A economia se dará com a modernização”, enfatizou ao listar projetos de irrigação que requerem intervenções nesse sentido. Os secretários estaduais Bruno Dauster (Casa Civil) e Carlos Martins (Desenvolvimento Urbano) e o presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevafs), Elmo Vaz, acompanharam a audiência no Ministério da Integração Nacional.

Fone: Secom / Gov Ba






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

2 Comentários

  • Marli ribeiro
    14 jan 2015 | Permalink |

    será que não é pra desviar o foco da adutora e nos enganar como o ex – governador Wagner nos enganou?

  • fabiano byu
    14 jan 2015 | Permalink |

    inicio de governo novas promessas, daqui a 3 anos virá outra equipe de topógrafos para ludibriar o povo novamente dizendo “agora a barragem” . porem, não acredito!!!!

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.