Condeúba: Administração impede empresa de retirar material da creche

obra creche condeuba 01

Fotos: Ddez

A administração do governo de Condeúba, impediu a empresa responsável pela construção da creche, que já se encontra em fase de acabamento. A empresa que ganhou a licitação para construção de mais de 300 creches, está sem capital para terminar e por conta de interferências com o governo federal, por conta da crise e dos cortes de gastos, a empresa está usando o artifício de pegar o material já utilizado nas construções, para forçar o governo federal a fazer aditivos.

obra creche condeuba 02

A administração local não aceitou, exigiu mandato judicial autorizando o recolhimento do material. Como a empresa, através dos seus representantes não apresentou o referido documento, foi impedida de fazer a retirada. A administração questiona a ação, uma vez que dispõe de documentação comprobatória de que grande parte do valor licitado já foi paga pelo Governo Federal. O Governo de Condeúba mostra responsabilidade na defesa inconteste daquilo que é de interesse do município, não apenas na incessante busca por obras, mas também na condução de cada uma delas.

O fato ocorreu na manhã desde domingo, 16/08, por volta das 10h da manhã.






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

8 Comentários

  • fabianobyu
    16 ago 2015 | Permalink |

    EU PERGUNTO, E AI JOSÉ?

  • Fabinho
    16 ago 2015 | Permalink |

    Enquanto o Prefeito Guto lutava para proteger o patrimônio do Povo de Condeúba, o futuro candidato a prefeito pelo PMDB e seus COMANDADOS, faziam questão se posicionar contra o povo e dando apoio ao empreiteiro.

  • Tiago Santos
    16 ago 2015 | Permalink |

    Infelizmente a oposição sempre demonstrando que não se preocupa com o nosso município, jogando sujo. Bando de abutres, loucos para voltar para o poder!!!?

  • rocha
    16 ago 2015 | Permalink |

    Se pagou e patrimônio. Se não e divida e independente de onde mora cada ser humano todos tem direito de receber o que lhe pertence e DEUS a de cobrar de quem esta sendo desonesto. A população não aguenta e ser enganados.

  • Valter
    17 ago 2015 | Permalink |

    Time do lula está de mal a pior !

  • Luis
    17 ago 2015 | Permalink |

    Uma vez que não foi apresentado nenhum documento judicial com autorização, a prefeitura não fez mais que dever defender este bem da população. A democracia brasileira é indireta e neste caso um representante, o prefeito, foi eleito para tomar decisões para o bem popular. Lembrando que população não pode, em momento algum, ‘autoexcluir’ de tais decisões, pois as participações na política devem ser pré e pós eleições. ‘Lutem’ pela creche, pois esta é um bem Federal e deve ser dedendido por todos.

  • guinho
    17 ago 2015 | Permalink |

    Silvan, sem duvidas a melhor escolha para condeuba

  • Dorivaldo Jose das Neves
    19 ago 2015 | Permalink |

    Vivemos democraticamente e concordo que a empresa deveria estar de posse de uma autorização judicial, porém, discordo quando dizem em patrimônio da população, bem do povo. Tecnicamente, configura com bem e como obrigação nas demostrações contábeis da Prefeitura, contudo, a obrigação se encontra vencida, não honrada, inadimplida, eticamente inaceitável. Isso, no popular, chama-se calote.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.