Ibama notifica INB por não informar contaminação de poço com urânio

ura caetite

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) informou por meio de nota nesta segunda-feira (24), que notificou a empresa federal Indústrias Nucleares do Brasil (INB), por não ter informado que um poço artesiano, localizado em um terreno particular do município de Lagoa Real, no centro sul do estado, estava contaminado com urânio. O urânio é um elemento químico radioativo usado como combustível nas usinas nucleares para geração da energia elétrica.

A INB, que extrai urânio na região, negou que tenha provocado a contaminação. Segundo a empresa, o poço fica longe da área de exploração e foi contaminado porque está em cima de uma mina natural de urânio. A INB disse ainda que não informou a situação ao Ibama, porque o poço não é de responsabilidade da empresa.

O poço artesiano fica na comunidade de Varginha, na zona rural de Lagoa Real, em uma propriedade particular. Duas análises da água foram realizadas por técnicos da INB, a pedido do secretário de Infraestrutura de Lagoa Real. A primeira análise foi em outubro de 2014, e a segunda em março deste ano. As duas amostras foram encontrados níveis de urânio até quatro vezes acima do que é tolerado.

O poço foi desativado em maio deste ano, assim que o dono da fazenda foi informado da contaminação. Antes da interdição, a água era utilizada apenas para molhar plantações e para os animais beberem. Segundo a secretaria do Meio Ambiente de Lagoa Real, as cerca de 20 famílias que vivem na região de Varginha bebem água da chuva, que é armazenada em cisterna. Nenhuma família utiliza a água de poços artesianos para beber.

O Ibama informou que vai verificar se a contaminação é um fenômeno natural. Já o Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema), contou que a presença de urânio no subsolo da região é comum e portanto a contaminação natural da água também é frequente, mas vai enviar uma equipe de técnicos para analisar a água o poço.

Fonte: G1






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

UM Comentário

  • Manoel
    29 ago 2015 | Permalink |

    Esta materia nos traze uma alerta para os nossos condeubences, que perfura poço sem autorizaçāo do Inema , esta irreguraridade é comum na nossa regiāo.
    Diante de tudo issto espero que o Inema vem fazer uma fiscalizaçāo nesta regiāo.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.