Condeúba: Entrevista com o Sr. Oclides

sr-oclides-02

OCLIDES DA SILVEIRA é Pedagogo e pós-graduado em Administração Pública e Administração Hospitalar casado, nasceu em Condeúba, fez parte do governo de Condeúba nos mandatos do Sr Odílio da Silveira (2005 a 2012) onde ocupou os cargos de Secretário de Saúde por 2 anos e meio, depois Secretário de Transporte e Obras por 4 anos. Hoje é funcionário público municipal efetivo, ocupando o cargo de Coordenador Pedagógico na Escola Municipal Eleutério Tavares – É o presidente do PHS em Condeúba, onde acumula também o cargo de assessor parlamentar das vereadoras Cida de Lerim e Nena.

Ddez: Sr. Oclides, em recente enquete que fizemos no nosso site, onde perguntamos qual o melhor pré-candidato a prefeito da oposição, para enfrentar Guto, o nome do senhor foi lembrado por 39% dos visitantes do site, enquanto que o pré-candidato anunciado pela oposição teve apenas 31%. Como o Senhor avalia essa manifestação, diferente da pesquisa que foi apresentada por seu grupo quando da escolha de Silvan?

Sr. Oclides: Em primeiro lugar, eu quero agradecer de público aos 39% de pessoas que votaram em meu nome e, àqueles tantos que tiveram a grandeza de opinar sobre os pré-candidatos, dando suas opiniões onde gerou um verdadeiro debate de forma democrática. Bem, ambas as circunstancias merecem respeito, a pesquisa dura no máximo dois dias para percorrer parte do município, o que é impossível de saber com exatidão a opinião do eleitorado por qual pré-candidato seria sua opção. Enquanto a enquete feita pelo ddez que teve no ar de 16 a 21 de agosto, por tanto 6 dias, deu mais oportunidade ao eleitorado de discutir, analisar e ver as performances dos pré-candidatos, como currículo de cada um, daí talvez essa foi a divergência de percentuais apresentada entre os pré-candidatos.

Ddez: Quando o Senhor circula pelas feiras do município e pelas ruas de nossa cidade, a recepção que as pessoas têm para com o Senhor é mais parecida com a pesquisa do seu grupo ou com o resultado da nossa enquete?

Sr. Oclides: Sem dúvida alguma, parece mais com a enquete, graças ao bom Deus, eu tenho trâmite livre em todos os cantos do nosso município por onde passo sou sempre muito bem recebido e bem tratado por todos sem distinção partidária, o que considero muito bom as pessoas ter esse respeito e admiração pela minha pessoa, mas é claro, em toda a minha vida sempre procurei fazer o melhor diálogo entre as pessoas, sem nenhuma discriminação a ninguém.

Ddez: Sr. Oclides, no legislativo municipal, o partido que o Senhor é presidente tem maior representatividade no bloco da oposição, é unido e muito atuante. O que aconteceu com essa força, para que não fosse levada em consideração na escolha do pré-candidato da oposição, haja vista o PHS não ter comparecido à reunião que divulgou o nome do possível pré-candidato da oposição?

Sr. Oclides: Veja bem, é verdade que nosso partido tem atuação diferenciada e de destaque na Câmara, tem tido sim essa união necessária para um bom trabalho ser desenvolvido como fizemos até então. Quanto ao questionamento de que não fomos escolhido pelo grupo para ser o pré- candidato e a não presença do PHS naquela mal fadada reunião que lançou o nome do vereador Silvan. Primeiro lugar o PHS se fez presente com o seu então vice-presidente Juari, entendemos que o processo de escolha do pré-candidato ainda está em andamento, apenas num outro patamar, mesmo porque a maioria dos pré-candidatos presentes naquela reunião, não concordaram com o lançamento do nome de Silvan, razão pela qual, até a presente data quase nenhum deles aderiram seu nome publicamente.

Ddez: Recebemos dezenas de comentários alusivos ao apoio à sua pré-candidatura e insistentemente foi citado a sua experiência como administrador, seu currículo acadêmico e a liderança que sempre teve à frente do grupo. Por outro lado, o pré-candidato escolhido por parte da oposição, o Vereador Silvan, não foi lembrado com as qualidades citadas acima. Como o Senhor vê esses comentários, o povo tem razão ou essas qualidades não são necessárias para um possível prefeito?

Sr. Oclides: Nós temos que respeitar a opinião popular, o povo sabe o que fala, Todo mundo tem visto o que as multidões estão fazendo nas ruas em termo de mobilização nacional e as consequências de tudo isto. Coitado do grupo, partidos ou políticos que burle determinadas informações em seu benefício, em seguida é descoberto e desmentido ou desmascarado pela própria opinião pública, que não dá trégua aos maus políticos, que infelizmente ainda insistem a fazer política olhando para o passado e não mostrando projetos focados no desenvolvimento ao futuro, visando a soluções de problemas que rolam de gestão para gestão o que parece ser insolúvel.

Ddez: Sr. Oclides, comenta-se nos bastidores que o Senhor estaria fazendo barulho para ser convidado a compor uma chapa do pré-candidato Silvan, como vice, vaga que hoje está guardada para uma negociação no futuro, se possível a alguém que venha da situação. Depois de todo esse desgaste, existe alguma possibilidade dessa composição com Silvan?

Sr. Oclides: Eu quero deixar claro que o PHS se manifestou interesse e lançou o nosso nome primeiro do que o Silvan, isto demonstra que não estamos com candidatura de fachada. Em política não se deve fechar as portas das negociações, muito pelo contrário, devemos sim conversar sempre e estamos abertos ao diálogo não só para o Silvan, mas como também para quaisquer outros que nos procurar.

Ddez: Sr. Oclides, na eleição de 2008, o então candidato Toinho Terencio não ganhou a eleição, mas foi o fiel da balança que decidiu a eleição favorável ao Sr. Odílio. O Senhor tem consciência da sua importância e do grupo que comanda no pleito de 2016, na condição de candidato ou de apoio a determinado lado? – Existe a possibilidade do seu grupo criar uma terceira opção para o eleitor, independente das que hoje existem?

Sr. Oclides: Temos plena consciência do nosso peso na política local, bem como, a nossa candidatura representa algo novo, porém com um diferencial, temos a experiência comprovada de 7 anos diante da administração pública, o que dá muita segurança ao eleitor na hora de votar.

Ddez: Sr. Oclides, não é impossível, mas também não é muito fácil vencer um candidato que pleiteia a reeleição, o Senhor já esteve lá e sabe muito bem como funciona. Por outro lado, quem enfrentar o atual prefeito, terá uma enorme condição de impedir que ele faça seu sucessor, como foi com seu irmão, o Sr Odílio. Partindo dessa premissa, quem for escolhido para enfrentar a situação em 2016 terá uma enorme condição de ser eleito em 2020. O Senhor que é um homem de visão, pensa nessa possibilidade ou seu foco é apenas 2016?

Sr. Oclides: Bem, não há dúvida que o Prefeito Guto é o grande favorito para ganhar as eleições de 2016, por tudo isso já elencado na sua pergunta, além do que, 85% das candidaturas a reeleições são vitoriosas, e tem tudo para que o Prefeito de Condeúba não fuja dessa regra. Quero afirmar que estamos focados primeiro nas eleições de 2016. É evidente que se caso não vencermos as eleições de 2016, num entanto, ficará uma base preparada para ser trabalhada com rumo a 2020.

Ddez: O Senhor foi peça fundamental nos mandatos do seu irmão, muito contribuiu para a reeleição dele. Qual o motivo que o Sr Odílio tem para não o apoiar?

Sr. Oclides: Temos consciência e o reconhecimento sim, por parte da população de minha boa participação nos governos de Odílio. O ex-Prefeito Odílio sempre se pôs diante do grupo como um soldado de luta, que estará pronto para enfrentar a batalha, tão logo seja definido e oficializado um nome de total consenso dentro do grupo, ele o apoiará sem nenhuma restrições.

Ddez: Outros dois nomes, Toinho Terencio e Toninho de Filó, participaram com louvor da enquete que fizemos. Existe alguma conversa para que os dois ou algum deles se junte ao seu grupo ou eles também não são simpáticos à sua pré-candidatura?

Sr. Oclides: Tenho profunda admiração e respeito pelo ex-Prefeito Toinho Terencio e da mesma forma por Toninho de Filó, assim como pelos demais pré-candidatos que concorreram ao cargo. Temos conversado sim o que é normal dentro de um processo de escolha de suma importância como é este e vamos continuar conversando com todos. A recíproca é verdadeira, tenho recebido muito apreço dos outros que foram pré-candidatos.

Ddez: O Senhor é Pré-candidato a prefeito, para o pleito de 2016?

Sr. Oclides: Sim, estou pré-candidato a Prefeito para as eleições de 2016, não há nenhum obstáculo até o momento contra o nosso nome, estamos em “standby” ou processo de espera a algumas definições previstas com somatória de forças para a nossa candidatura.

Ddez: Por que o Senhor gostaria de ser prefeito de Condeúba?

Sr. Oclides: Eu vou ser Prefeito de Condeúba para fazer o diferente, vou administrar sem rancor, olhando o momento e com foco ao futuro, quero construir e reestabelecer o diálogo entre as diferenças, que tanto tem prejudicado o desenvolvimento do nosso município, tenho um projeto de trabalhar um nome de consenso de todas as forças política partidária para ser candidato único em 2020. É uma falta de inteligência essas disputas de grupos para administrar um montão de problemas, que muitas vezes os envolvidos se acabam empobrecendo e outros enriquecendo de forma ilícita.

Vamos dar um enfoque total no abastecimento de água em todo o município, temos uma preocupação toda especial com nossas represas, onde montaremos uma equipe de trabalho exclusiva e permanente para dar assistência aos mananciais e recursos hídricos dos nossos pequenos rios. Pretendemos recontar e reconstituir a riquíssima história de nosso município.

Entre tantos e tantos outros seguimentos de suma importância que automaticamente tem que dar a devida assistência, como e especialmente ao esporte de Condeúba que vem se desabrochando com muita veemência a revelações de atletas em várias modalidades.






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

5 Comentários

  • Vando
    27 ago 2015 | Permalink |

    Ótima entrevista. Gostei. Quanto mais os candidatos falarem, melhor para nós escolhermos com sabedoria.

  • Marcelo
    27 ago 2015 | Permalink |

    Oclides tava tudo indo muito bom, até vc viajar na maionesse e dizer q em 2020 teremos candidato único. Aí é brincar com minha inteliegencia. No Brasil de interesses politicos escusos, nunca teremos candidadfo unico nem para chefe dos garis

  • Neto
    27 ago 2015 | Permalink |

    Q vergonha para Silvan. Nedm Seu Oclides acredita na pesquisa q lhe escolheu, como eu, eleitor vou acreditar num grupo desse?
    Tão brincando com a gente. Sou Toinho, tomara q ele veja q chegou sua hora. Mais sem se juntar com esse povo de Odilio.

  • José Carlos Ferreira de Carvalho
    27 ago 2015 | Permalink |

    Essa não é a verdadeira democracia, em que pré-candidatos ficam brigando entre si para concorrer a uma vaga. Na verdadeira democracia todos tem o mesmo direito, portanto, o correto é que todos os pré-candidatos registrem suas candidaturas, o fato de Oclides ser um candidato, não impede que nenhum dos demais também seja, ou, o contrario. Na enquete todos os pré-candidatos tiveram votos, e já que eles anunciarão seus nomes como pré-candidatos, o mínimo que eles podem fazer em respeito aos eleitores que os escolheram, é candidatar para que receba seus votos, sinceramente! Se eu estivesse escolhido um desses pré-candidato para votar e ele não se candidatasse depois para receber meu voto, nunca mais eu olhava no rosto dele, se ele não respeita nem quem o escolheu antes da eleição, imagina só como seria depois.

  • Oclides da Silveira
    30 ago 2015 | Permalink |

    “Idéias sozinhas não mudam a sociedade, mas sem idéias é impossível mudá-la”. Como bem disse o Brasileiro Filósofo, Pensador, Professor e Doutor Roberto Mangabeira Unger que é Ministro-Chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Meu caro Marcelo eu estou dando uma ideia viável, desde que a sociedade como um todo ou na sua maioria acate, é preciso ter muita maturidade para administrar um processo dessa magnitude, as pessoas tem que abrir mão do egoismo, deixar com que os interesses da sociedade sobrepõe aos individuais ou de grupos. O que intendemos não ser tarefa fácil, porém partimos de uma primícia, se todos os candidatos pregam em seus projetos de governo que se eleito for trará ao município mais progresso, que fará melhoras para o povo em todas as áreas. Porque não trabalhar a sociedade no sentido de candidatura única com avaliação anual de resultados, em caso negativo, a própria sociedade o substitui. Esta é mais uma tentativa de mudar a visão do foco de corrupção junto ao Poder Público.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.