Brasil reduziu extrema pobreza em 63% em 10 anos, segundo IPEA

extrema-pobreza-56

Foto: Abd Al Rahman Al Terkit/Flickr/CC

O Brasil conseguiu reduzir a extrema pobreza em pelo menos 63% entre 2004 e 2014, segundo análise feita pelo Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea) sobre os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2014. Para falar sobre o assunto, a Agência Brasil entrevistou o diretor de Estudos e Políticas Sociais do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea), André Calixtre.  Ele explica o que é pobreza extrema e fala da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2014. “São extremamente pobres família que ganham até 77 reais per capita por mês, que é a linha utilizada hoje pelo programa bolsa família e é a mais comumente utilizada”, esclarece. “Nós temos ao longo desses 10 anos uma redução de 63% da pobreza extrema, fruto da combinação de inúmeras variáveis. O primeiro é as políticas sociais. Tantas as universais quanto as focalizadas, o sucesso do programa bolsa família, mas fundamentalmente, a inclusão das pessoas no mercado do trabalho, a redução do desemprego, o aumento da renda do trabalho, a diminuição da desigualdade foram fatores que explicam a evolução nos últimos 10 anos no Brasil”, explica.






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.