Maetinga tem a maior taxa de estupros da Bahia; Sul e Extremo-Sul lideram entre regiões

maetinga

A cidade de Maetinga, no Sudoeste, registra a maior taxa de estupros do estado. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) divulgados pelo jornal Correio, ocorreram 154,6 casos para cada 100 mil habitantes.

O município tem 5 mil habitantes e teve oito casos registrados na delegacia em 2015. No ano anterior, nenhuma situação de estupro havia sido denunciada. As regiões do Extremo-Sul e do Sul da Bahia são as que possuem as maiores os maiores índices de violência sexual do estado.

Condeúba teve  um caso de estrupo registrado no ano de 2015 atingindo uma taxa por cada 100 mil habitantes de 5,47

Confira o índice completo de todos os Municípios clicando aqui.

Enquanto a primeira teve 27,8 denúncias para cada grupo de 100 mil habitantes, a segunda teve taxa de 21,8. Entre as dez cidades com as maiores taxas na Bahia, três estão nessas duas regiões: Pau Brasil, na 4ª posição, Itanhém, em 7º, e Porto Seguro, em 9º.

A cidades de Tanquinho (152 por 100 mil) e Palmeiras (76,7 por 100 mil) ocupam a segunda e terceira colocações na lista, respectivamente. Salvador aparece apenas na 123ª posição. No entanto, se forem considerados os números absolutos, a capital lidera o ranking, com 531 denúncias. O número é mais de três vezes maior que o da segunda colocada, Feira de Santana, que teve 154 casos em 2015.






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.