Quadrilha Junina de Caculé se apresentará nos Jogos Olímpicos do Rio

quadrilha busca pe cacule

A Quadrilha Junina Busca-Pé, do município de Caculé no interior da Bahia, se apresentará na tarde do dia 10 de agosto, levando parte da tradição nordestina em movimentos sincronizados e de grande beleza, cores e muita alegria, que foram apresentados nas festividades juninas deste ano na Bahia e aborda o tema: Meu Cordel Encantado é o sertão, aqui é o meu lugar! “O sertão é do tamanho do mundo, o sertão é dentro da gente!”

A apresentação acontecerá na Casa Brasil, espaço montado na Praça Mauá, no centro do Rio de Janeiro, com a missão de trazer referências e experiências de todo o Brasil durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Entre os dias 4 de agosto e 18 de setembro, a Casa irá expor a diversidade cultural e esportiva do País, além de buscar atrair investimentos externos, fechar negócios, aproveitando o momento em que o mundo está voltado para o Brasil e também divulgar os inúmeros excelentes destinos turísticos brasileiros aos visitantes. Pelo local passarão chefes de estados, jornalistas, atletas e turistas do mundo inteiro.

O convite para a o grupo Busca-Pé partiu da Organização da Casa Brasil, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex – em composição interministerial.

A Quadrilha Junina Busca-Pé

A Busca-Pé foi constituída em 2003 por um grupo de jovens do bairro Lagoa das Pedras, em Caculé – BA, com o intuito de realizar uma festa para arrecadar fundos e contribuir com a construção de um cômodo na Igreja Nossa Senhora das Dores. O grupo segue com uma trajetória de sucesso, com criações e temas diversificados e inovadores a cada ano. Já participou de diversos concursos municipais consagrando-se campeã em Caculé por três vezes nos anos de 200

4 (Lampião e Maria Bonita), 2006 (Brasileirinha – em ritmo de Copa do mundo) e 2007 (Misturando a cultura do norte e nordeste com a quadrilha Carimbó).

Em 2011 surge a oportunidade de participar do Festival Regional de Quadrilhas Juninas do município de Vitória da Conquista – BA, promovido pela TV Sudoeste (afiliada Rede Globo) e, na oportunidade, conquista a 7ª colocação dentre 16 quadrilhas participantes, sendo a revelação do festival. No ano seguinte consagra-se campeã no Festival Regional abordando o tema: “Nos seus 10 anos a Busca-pé canta e dança os 100 anos do rei do baião!”, ficando também com o troféu de melhor marcadora da competição.

Ainda na Regional, em 2013, com o tema: “Fé abordando os três santos juninos”, alcança a 4ª colocação e, em 2014, na apresentação do tema “Patativa do Assaré e o universo fascinante do sertão”, a Busca-Pé recebe os troféus de Melhor Quadrilha (1º lugar), melhor marcadora (Elisângela Alves) e melhor casal de noivos (Gardênia Alves e Diego Bonfim).

A filiação na Federação Baiana de Quadrilhas Juninas da Bahia – FEBAQ aconteceu em 2015 e já em 2016 participa pela primeira vez, em Salvador – BA, do Campeonato Estadual de Quadrilhas Juninas da Bahia no grupo de acesso, e com o tema: “Meu cordel encantado é o sertão, aqui é o meu lugar! O sertão é do tamanho do mundo, o sertão é dentro da gente!”, sobe ao pódio conquistando o 4º lugar e o reconhecimento do público soteropolitano.

Ficha Técnica:

Direção Geral – Diretoras Elisângela Alves e Gardênia Alves;

Coordenadora: Rosa Maria (Rosinha) – (Condecorada Cavaleira da Cultura em 2013);

Coreógrafa: Gardênia Alves

Assistentes de Coreografia: Wandilson e David

Trilha sonora: Gardênia Alves e Elisângela Alves

Escolha do tema: Gardênia Alves e Elisângela Alves

Cenógrafos: Rosinha, Larissa, Emerson, Anderson, Washington

Maquiagem e penteados: Michael Douglas

Temas / Ano:

2003 – Quadrilha Caipira

2004 – Lampião e Maria Bonita

2005 – O povo cigano

2006 – Brasileirinha – em ritmo de Copa do mundo

2007 – Carimbó – Misturando a cultura do Norte e Nordeste

2008 – Da Corte Europeia para os bailes rurais do Brasil – A origem da quadrilha junina

2009 – Cangaço

2010 – Brasil e o meio ambiente (destacando a reciclagem, a nossa cooperativa)

2011 – Amor nordestino, o sertanejo exemplo de garra, amor e fé

2012 – Nos seus 10 anos a Busca-Pé canta e dança os 100 anos do rei do baião – Centenário de Luiz Gonzaga

2013 – “Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar!”

2014 – Patativa de Assaré e o universo fascinante do sertão

2015 – Sertão: Mundo e inspiração de Marinês e Nossa Gente! Porque “quanto mais sou nordestino, mais orgulho eu tenho de ser!”

2016 – Meu Cordel Encantado é o sertão, aqui é o meu lugar! “O sertão é do tamanho do mundo, o sertão é dentro da gente!”

Fonte: Bahia Já






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

UM Comentário

  • Zilda
    2 ago 2016 | Permalink |

    Parabéns, merecido tal reconhecimento

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.