Seap entregará novo Conjunto Penal de Vitória da Conquista

novo-presidio-vitoria-da-conquista

O novo Conjunto Penal de Vitória da Conquista será entregue na próxima segunda-feira (22/08) às 11h. A unidade contempla um módulo masculino com 533 vagas e um módulo feminino com 214 vagas. Com o investimento em torno de 33 milhões, a unidade foi construída em 10 meses e será gerida através do método de Có-gestão pela empresa Socializa, vencedora da licitação.

Na terceira maior cidade do Estado, o Conjunto Penal de Vitória da Conquista com 8.495,23 m2 de área construída contará com uma infraestrutura moderna e de alta segurança. As paredes da unidade foram feitas com concreto de alto desempenho com resistência de 80 Mpa, e a segurança da unidade conta ainda com um sistema CFTV que é um sistema de vigilância e monitoramento avançado. Além disso, a unidade conta com um controle de água, luz e celas pelo primeiro pavimento que permite ao agente de disciplina controlar os comandos da unidade sem precisar ter contato direto com o interno.

Na área de saúde, o novo Conjunto Penal também traz inovações. A unidade contará com um Módulo de Saúde que contempla consultório odontológico, cela psiquiátrica, farmácia, consultório médico e leito de cela. Esse módulo permitirá que os internos recebam todo tipo de atendimento e prevenção a doenças na própria unidade, reduzindo a necessidade de deslocamento do cumpridor a uma unidade hospitalar somente nos casos mais graves e específicos. A unidade também está apta para receber pessoas portadoras de necessidades especiais.

O projeto do novo Conjunto Penal de Vitória da Conquista abarcou ainda a necessidade de áreas específicas para ressocialização dos internos. A unidade oferecerá salas de aula, biblioteca, salas de oficina e de informática. Além disso, os internos terão acesso a um pátio coberto e outro ao sol.

A unidade conta ainda com cozinha industrial, panificadora, lavanderia e sala de parlatório.






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.