São João do Paraíso: Frota de veículos de transporte escolar é apreendida suspeita de clonagem

Dez veículos clonados foram apreendidos em São João do Paraíso, no Norte de Minas, em uma operação da Polícia Militar. A operação durou quatro dias e os trabalhos de apreensão foram encerrados nesta segunda-feira (20). O responsável pelos carros foi identificado, mas ainda não foi preso. Parte da frota de carros apreendida prestava serviço de transporte de estudantes para a prefeitura na zona rural do município. Na casa do suspeito foram encontrados pouco mais de meio milhão de reais, em cheques e dinheiro.

“Recebemos uma denúncia anônima de que havia veículos clonados em uma garagem no centro da cidade. No local, constatamos que, dos seis carros, cinco estavam identificados como de transporte escolar. Não havia ninguém por lá”, explica o tenente Guilherme Soares Mota.

Uma das vans estava com queixa de roubo na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Em outra, o número do motor foi raspado para comprometer a identificação. Duas kombis estavam com as placas e números de chassi idênticos.  Em uma terceira kombi foi possível constatar a clonagem pelo número do motor. Os militares foram até a prefeitura para verificar o cadastro do responsável pela frota. A empresa do suspeito chegou a ganhar uma licitação municipal para fazer transporte escolar no Distrito de Mandacaru, zona rural de São João do Paraíso. A Polícia Civil investigará o caso.

Os policiais militares deslocaram até o Distrito de Mandacaru, que fica a 50km do perímetro urbano, onde parte da frota era empregada. Lá apreendemos mais dois veículos. Em um deles, o chassi e a placa eram os mesmos das duas kombis apreendidas na garagem; um trio de kombis clonadas. O outro veículo também estava irregular. A aparência das kombis são idênticas, o que diferenciava uma das outras é apenas o ano de fabricação.

Os militares foram até a casa do homem responsável pela frota. Na casa dele, ninguém foi encontrado. Outros três veículos, em situação irregular foram apreendidos. Também, foram recolhidos diversos cheques no valor de R$ 500 mil reais e notas promissórias no valor de R$ 43 mil reais.

Nesta ocasião foi apreendida uma moto de média cilindrada com queixa de roubo em São Paulo. Ela estava com placas e chassi originais. Na residência, encontramos uma placa avulsa similar à do veículo, que possivelmente seria instalada na moto. Também foi apreendido uma kombi com mesma placa e chassi de outro veículo do mesmo modelo apreendido anteriormente na garagem e uma caminhonete com n do motor adulterado.

O empresário é conhecido na cidade por ser agiota. Ele viajou na sexta-feira (17/02) e não retornou. Há suspeita de que ele soube das apreensões. Em junho do ano passado, este mesmo homem foi preso por ser responsável por um veículo clonado. “O telefone dele foi desligado e nem os funcionários conseguiram fazer contato. Ele já foi preso na mesma comunidade, ano passado. Além dos veículos apreendidos na sua casa, foi apreendido roupas de fardamento do Exército, jóias e documentos diversos.

Autor: PMMG

Fonte: Rádio Matipó Mix






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.