No rádio, Waldenor critica salvamento de Temer pela CCJ; ouça a entrevista

Em entrevista ao programa Conquista de Todos, da Band FM, na noite desta quinta-feira (13), o deputado federal Waldenor Pereira criticou a decisão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados de rejeitar o relatório favorável à investigação do presidente Michel Temer pelo Supremo Tribunal de Justiça (STF), que recebeu denúncia de corrupção passiva feita pela Procuradoria Geral da República (PGR).

“Estamos atônitos, estarrecidos com o comportamento da Comissão de Constituição e Justiça que, na verdade, foi totalmente alterada de última hora. Só para você ter uma ideia, dezenove membros foram substituídos para garantir o apoio ao governo golpista e ilegítimo de Michel Temer, uma verdadeira compra de votos”, comentou o deputado, ao telefone, diretamente de Brasília.

O relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) foi rejeitado por 40 votos a 25 (e 1 abstenção).

A denúncia contra Temer deve ser apreciada pelo plenário da Câmara no próximo mês de agosto, após o recesso parlamentar.

“A nossa expectativa agora é que, no plenário, nós consigamos acolher a denúncia e afastar esse governo que tanto mal está fazendo ao povo brasileiro, tendo em vista as iniciativas e as proposições que, na sua maioria absoluta, são nocivas, perversas, prejudiciais ao povo brasileiro de uma forma geral, especialmente aos trabalhadores”, disse Waldenor, que também criticou a pressa de Temer em sancionar a Reforma Trabalhista, aprovada na última terça-feira (11) pelo Senado.

“A sanção dessa reforma, que eu considero a mais nociva de todas, porque traz no seu bojo conteúdo que retira direitos conquistados a duras penas, com muitas lutas pelos trabalhadores brasileiros, tem por objetivo se aproximar do empresariado, do grande capital nacional, para tentar se manter no poder, tem o objetivo de ganhar o apoio, aqui no Congresso Nacional, de segmentos mais reacionárias, que, como pudemos ver agora há pouco, votou a favor da sua permanência”, concluiu.

Ouça a entrevista:






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.