FBF realiza congresso e lança o Intermunicipal 2017

Foi dada a "largada" a mais uma edição da maior competição de futebol amador do Brasil. Com direito a todo o requinte que merece, o Intermunicipal 2017 foi lançado na manhã deste sábado (29), em Salvador.

Dirigentes e representantes das Ligas Municipais, autoridades e profissionais da imprensa esportiva da Capital e do Interior do Estado se reuniram no Hotel Sheraton da Bahia, no Campo Grande, para o tradicional Congresso do Campeonato.

No local, o misto de ansiedade e expectativa dos presentes chegou ao fim com todos os detalhes da competição apresentados pela Federação Bahiana de Futebol.

Responsável pela abertura do evento, o presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues falou sobre a importância do campeonato que consegue, ao mesmo tempo, mexer com o coração dos baianos, agradar milhares de torcedores e ainda gerar 2000 empregos diretos e outros 8000 indiretos de profissionais que trabalham como treinadores, preparadores físicos, supervisores, massagistas, enfermeiros, porteiros, bilheteiros, vendedores ambulantes, prestadores de serviços nos quatro cantos do estado.

Já o vice-presidente da entidade, Ricardo Lima realizou uma palestra sobre “Documentos Obrigatórios para registro de atletas - Mecanismo de Solidariedade CBF/FIFA”.

Além dos mandatários da entidade máxima do futebol baiano, compuseram a mesa diretora do Congresso a diretora técnica, Taíse Galvão; o assessor jurídico, Manfredo Lessa; o diretor geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), Flávio Gonçalves; o presidente da Associação Baiana dos Cronistas Desportivos (ABCD), Márcio Martins; o presidente do Jacuipense, Felipe Sales; o membro do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia, José Gomes; o presidente do Conselho Fiscal da FBF, Wildberg Andrade; e o juiz da 1ª Vara de Execuções Penais, Almir Pereira.

Encerradas as explanações de cada um dos componentes da mesa, foi iniciado o momento mais esperado pelos congressistas. A divulgação do regulamento, tabela e divisão dos grupos regionalizados para a 1ª fase do Intermunicipal 2017.

As 64 Seleções participantes foram divididas em 16 grupos regionalizados, todos de quatro Seleções cada. Confira a formação dos grupos no regulamento, ao final da matéria.

Na primeira fase, as Seleções jogarão entre si em jogos de ida e volta dentro dos respectivos grupos. Classificam para a segunda fase as três primeiras colocadas de cada grupo.

Na fase seguinte, as 48 Seleções classificadas serão divididas em 24 grupos de duas cada. As equipes se enfrentarão em jogos de ida e volta e avançarão as 24 vencedoras dos confrontos e as oito perdedoras que tiverem as melhores campanhas na 1ª e 2ª fases, totalizando 32 Seleções.

Já para a 4ª fase, serão classificadas as 16 Seleções vencedoras dos duelos da terceira fase. Após dois confrontos, de ida e volta, os vencedores farão seguirão para as quartas de final. Assim como nas oitavas, o saldo de gols e em seguida as disputas de pênaltis decidirão os classificados em caso de empates.

A mesma fórmula será utilizada nas quartas, quando de oito Seleções ficarão as quatro semifinalistas. Destas, serão conhecidas as duas finalistas da competição.

A partida de abertura da competição acontecerá no próximo domingo (6), às 10h30, na cidade da campeã da última edição. Itaberaba receberá, em casa, a Seleção de Ipirá. No mesmo dia, mas às 15h, todas as outras Seleções entram em campo para fazer suas estreias. O campeonato será encerrado no dia 10 de dezembro, com a grande decisão.

Até o final do campeonato, um jogo por rodada terá transmissão ao vivo da TVE. O primeiro deles será a abertura, entre Itaberaba e Ipirá.

Homenageados - O troféu de campeão do Intermunicipal 2017 levará o nome do maior cantor de Reggae do Brasil, o baiano Edson Gomes.

Nascido em Cachoeira (1955), Edson Gomes, como é popularmente conhecido, antes de se destacar como um músico conceituado tinha o desejo que normalmente é despertado na maioria dos jovens garotos: ser jogador de futebol. No entanto em 1972, após participar de festivais musicais em sua cidade e municípios de outras regiões, definiu por seguir a carreira artística, bem como o estilo roots reggae engajado, com influencias de Bob Marley e Jimmy Cliff. Sempre se destacando como o melhor colocado nos festivais que participava, chegou a receber o Troféu Caymmi, e desde então surgiu o interesse de gravadoras e o lançamento de álbuns. O sucesso foi crescendo não só na região nordeste, como por todo o País. E com isso Edson passou a ser o maior nome do gênero musical do País.

Já o troféu de vice-campeão levará o nome de Alberto Pereira de Souza. Bertinho, como é conhecido, é uma importante personalidade do Município de Maragojipe/Ba. Nasceu em 1930, num dos bairros mais conhecidos da cidade. Pai de 12 filhos, viúvo, em 1977 formou-se em Magistério e Técnico de Contabilidade. Atuou em diversas áreas da sociedade daquele Município, a exemplo de: Segurança (iniciou como carcereiro, passando a Agente de Polícia e chegando a ser Delegado de Polícia); Social (foi Tesoureiro e Presidente de clubes sociais do Município); Desporto (atuou como Jogador, Árbitro, Diretor de Esportes, Técnico da Seleção e Presidente da Liga) e Cultural (atuou como Escritor e Poeta, e publicou seu 1º livro em 2015 “Maragojipe cantada em verso e prosa”).

Confira abaixo o regulamento, grupos e a tabela completa do Intermunicipal 2017:

Regulamento, Grupos e Tabela

Fonte: FBF

Fotos: Carlos Santana / FBF

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.