Sérgio Silva – Dias Obscuros

Por Sergio Silva

Tem dias que as magoas parecem não afogarem

bebo alguns copos de cervejas

ou muitos de uma droga qualquer,

e ainda estou assim como mim vejas

anestesiado vendo as debatendo

insistindo em não querer se entregar

não sei o que está acontecendo

procuro encontrar outra solução

um antídoto pro meu coração

mas pra esse mau não existe vacina

ou remédio em toda medicina

nem o tempo consegue resolver

essa angustia que tento descrever

são fantasmas de mim mesmo

tem que acontecer alguma coisa

parado é que eu não posso ficar

quem sabe um amor pra envolver

uma nova fórmula pra sobreviver

estou cheio de mim sentir vazio

navegar em alto mar em seu navio

cansado de viajar sem sair da mesa

e sem nunca te ter de sobremesa

mim esforçando pra ser normal

mas o que ganho por ser um cara legal

quero é deixar o nome na história

e viver a realidade dessa memória

de que vale ser homenageado depois que enterre

gratidão é válido até que se morre.

Raul Seixas, seu caminho sua loucura

Oswaldo Montenegro, poesias e doçura

extremos opostos lados da vida

simplesmente caminho na avenida

atraz do nada nesse malmequer

acaso de algum caso qualquer

que a minha loucura seja apenas

pequenos instantes de delírios

e essa constante briga comigo mesmo

não transforme no eterno martírio, minha vida de filosofias mal entoada.

que essa loucura seja pra sempre perdoada

e a mulher que amo e venero

será pra sempre a que quero

e que um dia ela possa perceber

que sou a alegria no sol ao amanhecer.

Minha ansiedade nunca transforme em desespero

pois em silencio o que sinto e planejo

as vezes não condize com meu desejo.

Apesar de meu celebro anestesiado, existe uma força maior incontrolável,

tento camuflar meu ponto vulnerável, por infiltração de drogas demasiado.

Muita adrenalina pra um só coração

e diversas aventuras na contra mão.

que meu lado escuro não seja sombrio

e meus erros e defeitos não mim tirem o brio,

que minhas qualidades possam os superar.

Um dia estarei em paz comigo mesmo

mesmo que seu coração me deixar a ermo

terei uma paz que possa me aquietar o espírito

e você um dia para preencher meus requisitos

que um dia eu possa ser aplaudido por meus feitos

sua conduta, seus preconceitos, meu respeito

viver e deixar o nome na história

não por ser uma pessoa boa

mais por ser um gênio em sua trajetória

brigar, lutar e ficar em segundo

não terá reconhecimento algum nesse mundo

vai com pressa e perfeição, sem inimigos nessa situação

terás sempre que ser o primeiro

ou derradeiro mas com espirito de guerreiro.

Vou além dos preconceitos morais

meus ideais no aconchego do seu cais

nosso vício um amor a ser consumado

talvez eu seja apenas um embriagado mal amado

por qualquer efeito colateral precoce

ou talvez eu seja .................... você.

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.