Rio do Antônio: Detentos mostram habilidades para trabalhos artesanais

Presos mostram que a criatividade pode ser estimulada mesmo quando se está cumprindo pena. (Foto: Divulgação).

Presos mostram que a criatividade pode ser estimulada mesmo quando se está cumprindo pena. (Foto: Divulgação).

Uma amostra de que prisão não serve apenas para manter pessoas enclausuradas nas celas a mercê da própria sorte acontece na Cadeia Pública da pequena cidade de Rio do Antônio, Bahia. No local, detentos confeccionam artigos artesanais como jarros, abajur, taças, cesta de frutas, entre outros, apenas com o uso de jornais, revistas, cola e verniz, trazidos pelos familiares durante as visitas, que ocorrem todas às quintas-feiras ganhando, com isso, esperanças de um futuro melhor. A delegada titular da Delegacia local, Drª Ellen Mara Lajes Neiva Pierote, informou ao L12 Notícias que desde que os detentos começaram a realizar esse tipo de atividade no interior da carceragem eles pararam de adoecer, antes isso era comum. “Essas atividades são interessantes, tendo em vista que diminui bastante a ansiosidade e aumenta autoestima dos detentos, isso pra mim é ótimo, porque eles ficam menos ansiosos e adoecem menos. Com isso, as famílias que não têm auxilio reclusão conseguem um dinheirinho extra também”, disse a delegada.  No final da sua fala, a delegada deixou as portas abertas para receber doações de materiais para trabalhos artesanais, visto que eles querem mudar, mas precisam de uma mão estendida. A Delegacia de Rio do Antônio conta atualmente com 6 (seis) detentos e faz parte da área de atuação da 20ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (COORPIN).

Fonte: L12 Notícias






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.