Brasileirão Feminino: Rio Preto conquista título ao empatar com São José

rio_preto_campeas

A equipe do Rio Preto conquistou, neste domingo (6), pela primeira vez, o título do Brasileirão Feminino ao empatar com o São José por 1 a 1. Foi um duelo de duas equipes do interior paulista emocionante até o final. A conquista se desenhou na primeira partida quando o Rio Preto venceu em casa por 1 a 0.

O jogo

Como precisava da vitória, a equipe do São José, mais experiente e atual campeã da Libertadores, partiu para cima. Tinha dificuldades com o campo molhado, a chuva e a forte marcação do Rio Preto. As visitantes aproveitaram o desespero do time da casa para surpreender. Jéssica abriu o placar no início da partida depois de cobrança de escanteio.

Diante do resultado desastroso, o São José teve que se largar no ataque. Precisava, naquela altura, de três gols. A pressão deu resultado. Após boa jogada de Formiga pela direita, o cruzamento chegou em Chu, que cabeceou para empatar o jogo.

O empate não desanimou as visitantes, que mantiveram a marcaçao no campo do ataque e assustavam em contra-ataques. O São José não conseguiu virar até o intervalo.

“O jogo foi bastante disputado. Promete muito mais emoção nesta segunda etapa. Mesmo precisando de dois gols, considero a partida em aberto. O campo molhado aumenta a imprevisibilidade da partida”, disse Marcos Gaspar, que comentou o jogo para a TV Brasil

Segundo tempo

No começo da etapa final, o São José imprimiu ritmo forte, o que acuou o Rio Preto na defesa. Até os 15 minutos, o São José já havia tido três chances de gol, com Gabi Portilho, Formiga e Ludmila, que incendiou a partida com jogadas pela direita.

O Rio Preto passou a cadenciar a partida para tentar segurar o resultado. Com o passar do tempo, o São José foi para o tudo ou nada. Aos 30 minutos, a goleira Luciana defendeu falta cobrada por Gabi. Aos 35, Jenifer bateu a falta, Luciana socou a bola, que sobrou para Ludmila. A goleira salvou, de novo, agora com os pés. O São José mantinha-se no ataque, mas não conseguiu virar o marcador. Pior, aos 45 do segundo tempo, Elis, em rápido contra-ataque, quase fez o gol da vitória para o Rio Preto. O empate já era o suficiente para o título inédito.

Fonte: EBC






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.