Obras em Condeúba: Praça Santo Antônio – O sonho do Prefeito Guto vira a realidade de um povo!

Por: Décio Pereira

“Sonho que se sonha só,

É só um sonho que se sonha só.

Mas sonho que se sonha junto é realidade.” Raul Seixas

Assim que Guto iniciou seu mandato, em uma de nossas conversas sobre o que poderia ser feito em relação a obras na cidade de Condeúba, ele me confessou ser seu maior sonho, a reforma da Praça Santo Antônio. Dizia ele: “Dr. Marcolino morreu com um projeto na gaveta, em quase doze anos não conseguiu executar; tantos outros prefeitos sonharam com essa reforma, eu quero realizar esse meu sonho junto com meu governo e nosso povo.”

O tempo passava e a cada dia o sonho de Guto ia se materializando, fosse no controle das finanças feita pelo competente Secretário Leonardo Jenner; nos projetos e mais projetos acompanhados pelo Engenheiro do Município, Dr. Paulo Gomes; fosse em Mariano, Fabiano, Zé Fernando, Ângela, Fábio Patente…agora já era o sonho sonhado junto, mas ainda era só um sonho, e que sonho difícil, faltavam recursos. Incessantemente Guto bateu nas portas de Deputados tentando uma emenda que permitisse angariar dinheiro para a reforma, e nada. Entre inúmeras obras que explodiam por todo o município, a cada vez que passávamos pela praça, sempre Guto perguntava: “E a nossa reforma?”

Chegou o ano de 2016 e já não havia mais como adiar, era agora ou nunca, e Guto, com seu jeito impetuoso de realizar, decidiu junto com seu governo começar a reforma da Praça santo Antônio. Foram chamadas várias empresas e cada uma delas apresentava seus projetos, e Guto com nossos servidores especializados na área se debruçava em cada um deles e parávamos sempre na pergunta: E o dinheiro? – E foi numa dessas reuniões que Léo, com seu jeito amineirado de ser, disse: “Tem um pouco de dinheiro que a gente vem economizando, não sei se é o suficiente.” – Guto disse: “Se não for, o resto eu arrumo, seja em Salvador, Brasília ou em qualquer outra parte do mundo. É uma obra que tem Deus envolvido, Ele vai nos ajudar, como sempre nos tem ajudado.”  O Padre Osvaldino foi chamado para uma conversa e sob o olhar atento do Dr. Raimundo, Guto apresentou o projeto. Encantado. Esta foi a palavra que melhor descreveu aquele encontro. O Padre Osvaldino, que também é um realizador, com uma visão progressista de causar inveja a qualquer gestor, depois de consultar suas bases disse sim ao projeto e o sonho do prefeito Guto, agora compartilhado com todo o governo e a igreja católica na pessoa do Padre Osvaldino, começou a tomar forma e junto vieram a praça dos palpites, a descrença, a torcida contra…mas também vieram as orações, os sorrisos dos moradores, os aplausos da população no início da obra…

ordem-servico

Tapumes na praça colocados pela empresa MEGA de Poções, responsável pela execução da obra e a velha praça começava a ser quebrada. Nas redes sócias explodia os comentários de todo tipo, gosto e origem: eram supostos engenheiros sem nenhuma noção de engenharia; eram pedreiros de meia colher; era um que queria que o pé de figo ficasse; outro que achava um absurdo retirarem o açucareiro… a praça dos palpites tomava forma nos faces e zaps da vida. Nosso site estampava em sua primeira tela, o vídeo em 3D do projeto. Aquilo parecia coisa de cinema.

inicio-reforma-praca-condeuba

Começaram as escavações e para dá emoção à coisa, foram encontrados ossos de seres humanos enterrados no fundo da igreja. A obra vai ter que ser interditada, diziam os invejosos e torcedores do contra. O governo trouxe de Salvador o pessoal do órgão competente, que após avaliar, deu as orientações e mandou tocar a obra. Vieram as eleições e Guto perdeu. A obra não não vai ser concluída, continuavam dizendo os invejosos e a torcida do contra. Só que existem homens e moleques e por serem moleques, os moleques jamais saberão o que é ser homem. Ganhar a eleição era mais um dos sonhos de Guto, esse não foi realizado. A reforma da Pça da igreja era outro sonho, agora recheado de expectativas por todos os lados. As torcidas eram as mesmas, só a animação da do contra que aumentou, em decorrência das urnas.

tecnicos iphan vistisa praca condeuba (1)

Em uma reunião Guto deixou bem claro que a sua responsabilidade com o povo não sofreria nenhum alijamento por conta das urnas, “…a vontade do povo é soberana, a vontade de Deus é o meu norte. Continuarei seguindo em frente, certo de que fui, sou e serei ajudado por Deus. Tocaremos a obra até o final, com fé em Deus.”

Veio a acentuação mais efetiva da crise brasileira, os governos federal e estadual cortavam todo dia uma verba, o dinheiro encurtava, o fim do mandato se aproximava e as dificuldades se acumulavam. Em nenhum momento Guto se quer ventilou a possibilidade da obra não ser concluída. Alguns ajustes foram feitos no projeto, de maneira que não fosse afetada a estrutura principal e a trancos e barrancos a obra continuava. Mais lenta, mais rápida, mas sem interrupção.

inicio-reforma-praca-condeuba-02

Fotos: Antônio Vieira – Medonho

A torcida do contra já apregoava pelos quatro cantos que a obra não chegaria ao seu fim. “Esculhambaram a praça e vão deixar aí, eu falei que não terminava” – quem não ouviu esta frase dita por um boca mole da vida? – E esses torcedores já não mais acompanhavam a obra, certos de que o quanto pior melhor venceria, esqueceram da obra e concentraram nos comentários maldosos.

Entrou o mês de dezembro, o último mês do mandato de Guto, e aquele sonho, o primeiro e o mais ardente, ainda não tinha sido realizado. Guto chamou o governo, reuniu forças e caiu pra dentro da obra. O pai do Prefeito Guto, Sr. Mirinho virou chefe da obra; Zé de Fernando e Dr. Paulo Gomes passaram a dormir na obra de tanto acompanhar; Tone Amorim, confeccionou o nome PRAÇA SANTO ANTONIO (êta homem trabalhador e de fé!); Ângela com sua categoria, competência e vivacidade, irmanada com sua equipe começava a pensar a ornamentação, para grande final. Quem sonha com fé, projeta a realização do sonho, e nas mentes, nos corações, nos braços e nas pernas dos envolvidos na obra, nunca um sonho esteve tão vivo.

Manhã de quinta-feira, 22 de dezembro, numa rápida reunião Guto decide junto com o Sr. Albino, chefe da obra e os tapumes são arrancados. Como em um passe de mágica, digno de uma cena hollywoodiana, eis que surge uma nova praça, parece que estamos em outra cidade, em outra época, o antigo e mais conhecido cartão postal da cidade, a frente da igreja, é agora desbancado pelo novo cartão postal, o fundo da igreja, onde fica a Praça Sto. Antônio, totalmente reformada.

reforma-praca-santo-antonio-condeuba-3

Foto: Antônio Vieira – Medonho

Os moradores da Praça não cabem em seus sorrisos, as residências foram valorizadas, comércios estão sendo reformados, a igreja ficou ainda mais bonita e mais destacada, a cidade de Condeúba agora tem uma praça da qual pode se orgulhar, as crianças brincam e os mais velhos admiram…  “sonho que se sonha junto é realidade”.

Mas Guto perdeu a eleição! –  Grita um moço que teve que engolir uma praça e ainda atravessada, é que ele encabeçava a torcida do contra. Pois bem, daqui a quatro anos, poderemos todos, do contra e a favor, não mais assentados no cimentão da praça, não mais na areia da praça, não mais nos canos da praça…poderemos todos, assentados nos belíssimos bancos da praça, em paz, tranquilos e acomodados, discutirmos quem realmente perdeu as eleições de 2016, se Guto ou se o povo.

reforma-praca-santo-antonio-condeuba-1

Foto: Antônio Vieira – Medonho

A Praça Santo Antônio está pronta, enfeitada. O sonho do Prefeito Guto, realizado. Agora a Praça é a realidade de um povo, o povo condeubense.

Registro o meu pedido de desculpas a tantos bravos guerreiros, que de forma brilhante contribuíram para a realização desse sonho, a reforma da Praça Sto. Antônio, e que não foram citados. Minha intenção não foi evidenciar ninguém, haja vista ser um feito construído com muitas mãos, a todos que fizeram parte desta conquista, nossos efusivos aplausos e parabéns. E quando você passar pela praça, orgulhe-se de ter ajudado a construir a mais bela obra já realizada em nossa cidade.

reforma-praca-santo-antonio-condeuba-4

Foto: Antônio Vieira – Medonho

Ao Prefeito Guto Ribeiro, fica a indubitável realidade: ninguém fez tanto em tão pouco tempo. Seu nome foi eternizado na Pça Sto. Antônio, gerações e mais gerações vão ouvir falar do prefeito que reformou a Pça Sto. Antônio. Se para uma nova reforma demorar o mesmo tempo…daqui há uns 150 anos alguém escreverá outra crônica igual a esta e inexoravelmente terá que citar o seu nome, Prefeito Guto Ribeiro.

Prefeito, por favor, continue sonhando ainda um pouco mais, pois você é gente que fez, você é gente que faz.

A todos, continuem sonhando, compartilhem seus sonhos e não espere as condições perfeitas para realizar um sonho, se você esperar nunca vai realizar nada.

Um Feliz Natal para todos! –  se você é condeubense, se você ama sua cidade, esteja onde estiver, o presente você já recebeu.

Fotos: Antônio Vieira – Medonho






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

6 Comentários

  • José Alves Pereira Filho
    23 dez 2016 | Permalink |

    Parabens prefeito guto, a uns 35 anos noa moro mais nesta cidade, mas o chamo de nossa Condeúba, pois sempre que posso tirar ferias a primeira cidade em que vou passear, é Condeúba, estou orgulhoso desta benfeitoria, numa cidade pequena sem recursos adequado como foi relatado, tenho certeza que foi um grande esforço sim. penso que um bom administrador deixa rastos duradouro, esse com certeza é um deles. noa vejo a hora de visitar, meus compromissos neste momento não me permite, mas em breve quero apreciar de perto pois é minha cidade de origem. parabens a todos os colaboradores, e ao ecelentissimo prefeito Guto. um abraço aos condeubenses, estou morando em são paulo, neste momento estou com muita saudades de minha Condeúba.

  • Joandina
    25 dez 2016 | Permalink |

    Que seja mais um espaço de memória em nosso município e região! Condeúba tem um rico patrimônio histórico cultural. Apenas os que desprezam o estudo da história, seus estudiosos e as lutas dos vivos e mortos desconhecem isso. Parabéns prefeito Guto e sua equipe! Bom trabalho prefeito Silvan Baleeiro e equipe que está sendo constituída. Não esqueçam de valorizar os esquecidos e injustiçados. Como prefaciou Borges de Barros na primeira edição da Memória Descritiva de Condeúba: “Terra sem história equivale a uma terra sem vida”.

  • Dorivaldo Jose das Neves
    25 dez 2016 | Permalink |

    Sou um pouco mais longevo que Guto e vivi toda a sua existência. Nunca fui próximo a Guto, porém, sempre o admirei pela sua sensibilidade, cortesia e altivez. É um cidadão exemplar, honesto, perspicaz, porém, inconsequente.
    Lendo o exposto acima, não posso admitir e muito menos aceitar que a conclusão da reforma da praça Santo António tenha sido possível por graças a uma economia sigilosa de um de seus secretários (Leonardo). Como um secretário meu pode economizar sem o meu conhecimento, sem a minha autorização como gestor maior da Administração Municipal? É algo bizarro e até constrangedor.
    Sei que Guto tentou fazer algo diferente dos gestores anteriores, mas, também sei que ele foi dissuadido pelos seus colegas do mau, e, inconsequentemente, aceitou tamanha inconsequência.
    A reforma da Praça Santo Antônio não foi realizada antes por falta de vontade política dos gestores e por covardia da população circundante a praça e de todos os condeubenses. Não houve reivindicação coesa de todos os condeubenses.
    Torço para que o novo prefeito seja autônomo e imprima uma administração condizente com o seu caráter e que forneça à sociedade condeubense uma realização plena, sem perseguição, sem ódio, eficiente e com a honestidade que lhe é peculiar.
    Seja bem vindo Silvam, e que os anos Guto fiquem para trás.
    Dorivaldo J. Neves

  • Joandina
    25 dez 2016 | Permalink |

    Parabéns prefeito Guto e equipe!
    Faço votos que a nova gestão coordenada pelo prefeito eleito Silvan Baleeiro, continue a valorizar os diversos lugares da memória condeubense, assim como a enorme riqueza cultural do seu povo. Conforme prefácio de Borges de Barros à primeira edição do livro Memória Descritiva de Condeúba, escrita por Tranquilino Torres ainda no século XIX e editada pela Tipografia Vieira em Condeúba nos idos de 1924, ” Terra sem história equivale a uma terra sem vida”. Que o legado deixado pela oligarquia de base familiar dos Torres durante a Primeira Republica, tenha seu lugar na história de Condeúba, da nossa região, da Bahia e do Brasil!

  • Sebastião Newton Viana
    26 dez 2016 | Permalink |

    Parabéns Guto. Nosso sonho foi realizado. A Praça Santo Antônio ficou linda.

  • Agnério Evangelista de Souza
    1 jan 2017 | Permalink |

    A Praça Santo Antônio está muito bonita. Parabéns. Perguntaram-me se havia acento gráfico em Antônio, sim, todo paroxítono terminado em DC (ditongo crescente) leva acento, ex: Má-rio, sé-rie, á-gua, co-lé-gio, A-po-lô-nio… A praça está mais confortável, diferente, mais postal, mais fotografável. Beleza pura.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.