Opinião – Agradecimento à gestão do Ex-prefeito Guto Ribeiro (PT)

Há mais ou menos oito anos li um texto que dizia o seguinte: “Talvez em decorrência da falta de interesse de pessoas com conduta ética em participar dos pleitos, a maioria dos políticos entende que o que é público é deles e, como não poderia ser diferente, seus eleitores também pensam assim. Não se dão conta de que estão sendo enganados. Talvez troquem seus votos por benesses recebidas. Talvez não saibam das falcatruas de seus eleitos. A impressão que se tem é que esses eleitores gostam desse tipo de deputado/vereador/prefeito, pois se identificam com eles, porque isto já faz parte da “cultura”, ou seja, é a velha Lei de Gerson, “levar vantagem em tudo”. Mas, pasmem: Ainda há políticos bem preparados e com postura ética!”

Recentemente, li três textos muito bem elaborados de pessoas públicas de nosso município, que se encaixam perfeitamente a essa classe da minoria, ou seja, as de postura ética e bem preparadas. Para exemplificar, extraí três frases de conteúdos publicados:

“Ser reeleito não dependia da minha vontade, ser honesto, decente, respeitoso com o erário público e com o meu povo, dependia de mim. Não sou político de profissão, não construí patrimônio na política.”

“O que é público é de todos independente do voto. Trabalhar gerindo recursos públicos sem usar o povo para fazer política, mas usar a política para melhorar a vida do povo.”

“Mesmo sendo da oposição, jamais deixei de votar a favor de projetos que fossem do interesse do povo.”

A partir daí comecei a analisar alguns pontos importantes: “O papel do Estado é garantir que seu trabalho esteja em conformidade com as necessidades coletivas e o gestor público tem a obrigação de garantir que as políticas propostas não prestigiem apenas alguns membros ou setores da sociedade”. Com base nesta afirmação, imagino que talvez seja essa a principal função de um gestor, mesmo sabendo que o governo não é perfeito, aliás, nenhum foi e nunca será. Contudo, a meu ver, ter erros de natureza técnica, ter erros de escolhas e até de gestão é admissível, mas o que jamais poderia existir são os desvios de ordem moral com o compromisso público. Como afirma Abraham Lincoln: “Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder.”

O ano de 2016 foi marcado por alguns fatos inéditos no nosso município; dentre eles, o resultado da eleição municipal. No entanto, hoje, ao analisar, por exemplo, a frase acima de Lincoln, é possível compreender que não poderia ser diferente.

Gostaria de salientar que não tive a intenção de agredir ninguém e muito menos jogar algum tipo de indireta, a minha pretensão foi apenas parabenizar a gestão de 2013/2016 pelos resultados positivos. Portanto, a homenagem é merecida!

Para finalizar, deixo aqui uma frase de um autor desconhecido para reflexão:

”Vencedor não é aquele que sempre vence, mas sim aquele que nunca para de lutar, pois nem sempre o verdadeiro vencedor é o que venceu a luta; mas sim, aquele que lutou com dignidade.”

Parabéns ao ex-prefeito José Augusto Ribeiro e toda equipe pela competência e honestidade e, como bem salientou Guto: “… não fizemos nada mais do que nossa obrigação…”

Feliz 2018 a todos os condeubenses!!!
Um grande abraço,
Nyl Terêncio Moreira

Texto de responsabilidade da autora – Nyl Terêncio Moreira.






AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.