A Matemática presente na Música

Você sabia que a Matemática está em tudo? Ou tudo é Matemática? Pois é, ela está presente na música, uma Professora de Petrópolis cria método divertido para ensinar matemática por meio da música. Seu projeto rendeu um prêmio na área de educação científica e aumentou o interesse dos alunos pela disciplina. Estamos falando da Professora: Márcia Maria Viana Suriano, que desenvolveu uma técnica para facilitar o aprendizado dos alunos do 6º ano do ensino fundamental, período em que as frações passam a fazer parte do conteúdo da matéria.

De acordo com a professora, cada nota musical é formada por uma fração e isso ajuda a formar o compasso e o ritmo das músicas. Márcia ensina a identificar cada uma delas em canções escolhidas pelos próprios alunos. Assim, o ensino da matemática se torna mais divertido para os estudantes.

“Tem a ver com a música, mas também em cativar os alunos. Música eles adoram e quando são cativados começam a se desenvolver mais porque estão trabalhando com algo que eles tem afinidade”, explicou Márcia.

O Professor e Matemático Valdivino Sousa, editor do Blog “Tudo é Matemática” explica “que isso é uma forma de apresentar como a Matemática está presente em tudo, e como ela está inserida em nosso cotidiano. É interessante mostrar para as pessoas, a importância da Matemática em nossa vida, o quanto esta ciência faz parte do dia a dia de todos nós, independente da situação ou momento ela está sempre presente em tudo”.

Método de ensino da matemática se tornou mais divertido e interessante para estudantes em Petrópolis, no RJ (Foto: Reprodução / Inter TV)
Márcia começou o trabalho com as antigas cantigas de roda. O exercício era separar os compassos musicais e no decorrer do ano letivo os alunos passaram a escolher as músicas e levar as partituras para a sala de aula. As aulas ficaram mais animadas e envolventes.
“Se uma pessoa gosta de alguma coisa, ela se dedica mais à ela. Quando a professora colocou música na aula eu me dediquei mais”, conta o aluno Caio José Ramos.

E como prêmio, a professora ganhou uma viagem educacional para Londres. Durante o discurso da premiação, Márcia afirmou:

“A única diferença entre mim e os outros professores é que eu me inscrevi no prêmio. Estamos cercados de professores maravilhosos em uma escola humilde”.

Márcia Maria Viana Suriano conquistou o 3º lugar na categoria Ensino Fundamental II do Prêmio Shell de Educação Científica (Foto: Divulgação/Shell)

 

 

Valdivino Sousa é Professor, Matemático, Pedagogo, Contador, Bacharel em Direito e Escritor. Pesquisador sobre Engenharia Didática em Educação Matemática, com ênfase em  ensino de Álgebra e Modelagem, atuando principalmente nos seguintes temas: Equação de 1º grau e Expressão Algébrica com o uso de Objetos ilustrativos, Métodos de resolução, Modelos Matemáticos e suas Aplicações. Criador do método X Y Z que facilita na aprendizagem de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos. Docente nos cursos de Matemática, Ciências Contábeis, Administração e Engenharia. Autor de mais de 10 (dez) livros e têm vários artigos publicados em revistas e jornais especializados. Editor do Blog Tudo é Matemática. Blogueiro – Mtb 60.448, Consultor e Estrategista de Mídias Sociais. Semanalmente escreve para o portal D.Dez, Jornal da Cidade e Folha Online. Sobre: Comportamento, Educação Matemática e Desenvolvimento da Aprendizagem.    Site: www.valdivinosousa.mat.br  E-mail: valdivinosousa.mat@gmail.com         Telefone Celular / Whatsap: 11 – 9.9608-3728






Valdivino Sousa

Valdivino Sousa é Professor, Matemático, Contador, Bacharel em Direito e Escritor. Pesquisador sobre Engenharia Didática em Matemática; Modelagem; Construção do Conhecimento em Matemática; Modelos Matemáticos e suas Aplicações. Site: http://www.valdivinosousa.mat.br
AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo . Você também pode assinar estes comentários via RSS.

Seu email não será divulgado. Os campos que estão * são obrigatórios.